< Miradouro da alma: Sitting, Waiting, Wishing

12 abril 2006



Sitting, Waiting, Wishing


Há dias em que tudo parece correr mal, dorme-se o suficiente mas acorda-se cansado, extenuado, a vontade para ir trabalhar é menos do que nenhuma (já sei, já sei: e não é sempre assim? não, há dias em que até acordo com alguma disposição para ir trabalhar), banho a correr, vestir a correr, sair a correr (estas três últimas coisas até são o pão-nosso de cada dia, confesso), na estrada algum transito (aí até não foi muito mau, foi o usual), chego ao Metro e dou-me conta em repetidas tentativas de ultrapassar o portão de acesso à plataforma que o passe terminou a validade (atrás de mim já se vai formando uma fila de gente com má cara onde cada um parece ter estampado: estou cheio de pressa e este gajo aqui a atrasar-me! sai dai, pá!), desisto das minhas invectivas e cedo à multidão a passagem; enquanto carrego o passe na maquineta, como que por coincidência passa um Metro que vai precisamente na direcção pretendida, já se foi; chego finalmente à plataforma e uma voz feminina, melodiosa primeiro, anuncia pelos altifalantes que a linha se encontra com problemas e, em consequência disso, há demora nas viagens (boa! logo hoje que até ia chegar a tempo!). Bom início de dia não é? É mesmo caso para gritar, nem que seja interiormente: Daassssse!!!
E nisto ouço na graphonola do vizinho (pois é, eram headphones mas fica mais bonito graphonola) que para minha felicidade devia ser surdo premiando-me com um hino à boa disposição que salvou o meu início de dia e que aqui deixo na esperança que ajude mais alguém igualmente com um mau início de dia:



Sitting, Waiting, Wishing
Jack Johnson


Well I was sitting, waiting, wishing
You believed in superstitions
Then maybe you'd see the signs

The Lord knows that this world is cruel
I ain't the Lord, no I'm just a fool
Learning lovin' somebody don't make them love you

Must I always be waiting, waiting on you
Must I always be playing, playing your fool

I sang your songs, I danced your dance
I gave your friends all a chance
But putting up with them
Wasn't worth never having you

Maybe you've been through this before
But it's my first time so please ignore
The next few lines cause they're directed at you

I can't always be waiting, waiting on you
I can't always be playing, playing your fool

I keep playing your part
But it's not my scene
Want this plot to twist
I've had enough mystery
Keep building it up
Then shooting me down
But I'm already down

Just wait a minute
Just sitting, waiting
Just wait a minute
Just sitting, waiting

Well, if I was in your position
I'd put down all my ammunition
I'd wonder why'd it taken me so long

But Lord knows that I'm not you
And if I was, I wouldn't be so cruel
Cause waitin' on love aint so easy to do

Must I always be waiting, waiting on you
Must I always be playing, playing your fool

No, I can't I always be waiting, waiting on you
I can't always be playing, playing your fool

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home