< Miradouro da alma

09 fevereiro 2006




A vida é feita de nadas
De grandes serras paradas
À espera de movimento;
De searas onduladas pelo vento;

De casas de moradia
Caídas e com sinais
De ninhos que outrora havia
Nos beirais;

De poeira;
De sombra de uma figueira;
De ver esta maravilha:
Meu pai a erguer uma videira
Como uma mãe que faz a trança à filha.


Miguel Torga

2 Comentários:

Blogger bell escreveu...

a vida relacionada ao nada....
muitos fazem essa relação...
até eu...rs

gostei.
bjs*

09 fevereiro, 2006 23:30  
Blogger Morpheu escreveu...

Do nada tudo nasceu.
Se começamos por um grão de poeira e alcançamos a grandiosidade do universo só podemos enfrentar os nadas de hoje como possíveis tudo de amanhã.

10 fevereiro, 2006 09:29  

Enviar um comentário

<< Home