< Miradouro da alma

06 fevereiro 2006




Nem sempre sou igual no que digo e escrevo.
Mudo, mas não mudo muito.
A cor das flores não é a mesma ao sol
De, que quando uma nuvem passa
Ou quando entra a noite
E as flores são cor da sombra.


O guardador de rebanhos
Alberto Caeiro

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home