< Miradouro da alma: Silêncio de pedra

28 janeiro 2006



Silêncio de pedra



Porquê
o silêncio
por entre todas as palavras,
geradas de dor,
que podes cravar?
Não basta já a ausência
de que não reclamo,
a indiferença
nos dias que passam
ou o branco das noite vazias?
Ou será que se rege pela
crueza da pedra
o coração
outrora carne-luz?


0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home