< Miradouro da alma

05 janeiro 2006



"Há alegrias nalguns reencontros; existem memórias percorridas pela melancolia. O tempo - é saber antigo - voa. Hoje, o sol castiga as calçadas, amanhã, o vento torce as árvores nuas.

Que mais oferecer que a entrega dos dias à recordação de algumas vozes?

A sombra de uns versos, que nunca mergulha nas águas do mesmo rio?"



Poemário Assírio & Alvim 2006

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home