< Miradouro da alma: Irrealidade

29 dezembro 2005



Irrealidade



Mergulho no escuro imenso
Na noite do meu sentimento
Perde o rumo o meu coração
Onde vais, meu pensamento?
Sei o que não desejo
Sobre o que quero
não tenho decisão
Quebra-se o leme da minha alma
Vagueio na tormenta
O rodopio aumenta
Desespera já o meu coração
Pairo sobre o vazio
Enfastia-me o real
Anseio por uma miragem
Quero o sonho
Só ao sonho sou leal.

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home